segunda-feira, 22 de agosto de 2011

O Monstro

Título Original: Il Mostro
Ano: 1994
Produção: Itália
Idioma: Italiano
Produção Única: Roberto Benigni
Elenco: Roberto Benigni, Michel Blanc, Nicoletta Braschi
Duração: 112 minutos

Todos conhecem o Benigni, é aquele cara do "A Vida é Bela". Alguns dizem que não voltam a ver esse filme por ser muito triste, mas esquecem do motivo de chamarem o Benigni para fazê-lo. Eles precisavam do mais alto contraste possível entre comédia e drama, e encontraram a pessoa certa para viver o atrapalhado e gaiato Guido em Roberto Benigni, um dos gênios da comédia europeia. Dá pra conhecer mais desse trabalho com o filme "O Monstro".

Um filme simples com um roteiro simples de uma história simples. O que o torna genial? As entrelinhas e as vírgulas da comédia de Benigni.
A história é: Um serial killer estuprador vem matando várias mulheres há anos sem deixar pista. Cabe à força de polícia encontrar e prender o meliante até que a suspeita se paira sobre Loris (Benigni). Simples e banal, não?

Não vou falar nada do filme para não estragar a surpresa, só que eu nunca vi um filme que não tem nada pra ser bom ser bom! É realmente muito difícil. Quando acabei de ver o filme foi a primeira coisa que pensei. "Esse roteiro não tem nada de mais!". A princípio, o filme pode parecer bobalhão e manjado demais, já que foi feito há 17 anos atrás. Mas, no desenrolar do filme você como ele brinca com a coisa do sexo de forma fenomenal. Não pense besteira, o filme é recomendado para todas as idades, pois a comédia é feita dum jeito tão sublime que todos se divertem. Até o que parece ser forçado é bom!

Este é um post curto simplesmente para dizer: "Assistam esse filme!". Recomendado para todos mesmo.
Um grande abraço ao Flavinho que me indicou o filme ^^
Fique com o trailer:


Nome do Autor

Sobre o autor

Leo Jansen
Músico, Artista, Carioca, Daltônico, Nômade, Ex-cabeludo, Seminarista, Bloguero do Barco a Remo e é claro, Cinéfilo. Perfil Completo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

0 comentários:

Postar um comentário