segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

50%

Título Original: 50/50 (Fifty Fifty)
Ano: 2011
País: EUA
Idioma: Inglês
Direção:  Jonathan Levine
Elenco: Joseph Gordon-Levitt, Seth Rogen, Anna Kendrick, Anjelica Huston
Duração: 100 minutos

Uma das grandes apostas e sucessos do ano. Maiores elogios de crítica, uns dizendo que é o melhor filme do ano e tudo mais. Fui assistir o filme esperando coisa pra caramba. Mas acho que esse ano foi fraco de filme mesmo.
O tema, por si, já é banal. É aquela velha história da pessoa enfrentando o câncer e buscando curar-se. Dessa vez a história é contada com mais humor do que o normal. Seth Rogen foi escalado muito bem para o filme e mesmo sendo "apenas-mais-um-papel-engraçado-que-ele-sempre-faz" ele nos cativa em cena. Gostamos de vê-lo atuar. Ele é bom e pronto.

O filme é rápido e constante. Com boas cenas de humor e um bom contraste entre a comédia e o drama. É tudo muito bem controlado. Não é um filme mega engraçado, mas também não é uma fossa. É um filme gostoso de ver. Quando eu digo que este ano foi fraco de filme, não pense que o filme é ruim. Mas as críticas nos fazem esperar dele um grande filme e não é. É um filme bom e isso já é demais. O roteiro é muito bem escrito, a direção é ótima, o elenco impecável e as atuações são perfeitas para a produção. Não é nada de se tirar o fôlego, mas eu recomendo a todos assistirem e pensarem se não o assistiriam outra vez. Eu assisti só uma e já tô querendo assistir de novo.

O filme tem uma participação da Anjelica Huston que gostei de ver. Gosto dela e sentia um pouco de falta dela nas telas. Embora bem superficial no filme, ela deixa a sua marca de excelente atriz.

Outro destaque é Anna Kendrick. Essa menina me surpreende a cada filme. Ela vale pelo elenco de Crepúsculo inteiro e chama atenção em qualquer filme que faz. Mais uma futura grande estrela do cinema, podem anotar. O papel dela é simples, porém profundo e muito ascendente no filme. Ela começa como uma simples estudante de psicologia que recebe como paciente o protagonista e no desenrolar do filme vemos o clima entre eles crescer e acontecer e ela ganhando seu espaço. 

O final do filme é esplêndido! Eu sou muito chato em relação a finais de filme e realmente são poucos os que gosto. Tem filme que eu jogo fora somente por ter um final ruim. Mas esta última cena é muito boa e muito bem feita.

Eu acho que agora que você ficou com vontade de ver este filme também eu posso concluir. Aproveite as férias, a chuva e o friozinho pra assistir um dos bons filmes que sobraram no ano de 2011.


Nome do Autor

Sobre o autor

Leo Jansen
Músico, Artista, Carioca, Daltônico, Nômade, Ex-cabeludo, Seminarista, Bloguero do Barco a Remo e é claro, Cinéfilo. Perfil Completo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

0 comentários:

Postar um comentário